Intoxicação alcoólica

Neste período de festas, é comum o uso de bebidas alcoólicas. Contudo, algumas vezes pode-se passar do limite, ocasionando embriaguez e, em casos mais sérios, intoxicação alcoólica. Esta é uma emergência médica que deve ser prontamente identificada e conduzida dentro de uma unidade hospitalar pelo risco de complicações clínicas.

A intoxicação ocorre quando se ingere uma grande quantidade de bebida alcoólica em curto espaço de tempo. Embora o indivíduo possa aparentar apenas sinais de embriaguez, como dificuldades para ficar ereto ou no raciocínio, ele também apresentar outros sinais de alerta. Deve-se prestar atenção na sua respiração que pode parar durante alguns segundos, ou respirar muito lentamente (menos de 12 vezes por minuto), pele arroxeada ou muito pálida e pegajosa e até mesmo convulsões.

Uma emergência médica deve ser prontamente providenciada uma vez que pode acontecer parada respiratória, aspiração de vômitos e convulsões cujas consequências são potencialmente graves. Não há antídoto para o álcool, mas medidas de suporte podem ser implementadas como hidratação venosa, monitoramento da função respiratória. Em casos de quedas ou suspeita de broncoaspiração, exames de imagem podem ser solicitados.

Durante a espera de uma ambulância, deve colocar o paciente deitado de lado de modo a evitar a aspiração de vômitos para os pulmões.O melhor mesmo é saber comemorar com moderação, evitando transtornos potencialmente graves.

Referência bibliográfica:
1 - https://www.uptodate.com/contents/alcohol-poisoning-the-basics?fbclid=IwAR3YGYgXSd5VFKFos7G04I0ESWwp2ArsUy2to0Daip5p4cEtYgtdyEXDfzA