REDUCE IT Trial

Redução de eventos cardiovasculares através da reposição do ácido graxo etil-icosapent. Doenças cardiovasculares (DCV) são as principais responsáveis da morbidade e mortalidade da sociedade moderna. Enfermidades como infarto (IM), insuficiência cardíaca e AVC são representantes visíveis desse problemas crônicos.

Fatores de risco como hipertensão arterial, diabetes, tabagismo e alterações nas gorduras do sangue (dislipemias) são os principais fatores de risco dessas moléstias. O tratamento do aumento do colesterol através de uso de estatinas já está bem estabelecido, mas quanto à elevação dos triglicerídeos (TG) as evidências das intervenções ainda são escassas.

Um estudo recente avaliou a utilização de um ácido graxo eicopentasóico, com propriedades redutoras do triglicerídeo em grupo que apresentava, antes do tratamento, elevação do triglicerídeo (entre 150 a 499 mg/dL) e idade acima de 45 anos com DCV estabelecida ou diabetes acima de 50 anos associado a um fator de risco, LDL-colesterol entre 30 a 100 mg/dL e terapia estável com estatina há 4 semanas. Foram excluídos indivíduos com doença hepática grave, alergia à substância a peixe e crustáceos, insuficiência cardíaca descompensada, diabetes com Hb glicada>10g% e pancreatite crônica. Metade dos participantes recebeu a substância ativa e o restante placebo. Os principais achados deste estudo foram a redução da morte cardiovascular, IM, AVC, revascularização miocárdica ou angina instável no grupo tratado, 17,2% vs 22,0%. Os resultados deste estudo indicam que o uso de etil-icosapent 2 g 2 vezes por dia foi superior que o placebo em reduzir TG, eventos CV e morte CV em pacientes com TG elevados e DCV conhecida ou sob alto risco de desenvolvê-la, e em quem já esteja sob estatina com LDL razoavelmente bem controlado. Taxas de revascularização e IM foram inferiores , enquanto que a ocorrência de arritmias como fibrilação atrial/flutter e sangramentos foram maiores naqueles tratados.

Esses achados foram muito interessantes uma vez que estudos anteriores falharam em demonstrar benefícios neste tipo de suplementação. Outros estudos estão em andamento para, possivelmente, modificar diretrizes do tratamento destes distúrbios.

Referência bibliográfica:
1-Bhatt DL, Steg G, Miller M, et al., on behalf of the REDUCE-IT Investigators. Cardiovascular Risk Reduction With Icosapent Ethyl for Hypertriglyceridemia.N Engl J Med 2018;Nov 10:[Epub ahead of print].
2-Editorial: Kastelein JJ, Stroes ES. FISHing for the Miracle of Eicosapentaenoic Acid. N Engl J Med 2018;Nov 16:[Epub ahead of print].s