Longevidade e Saúde

A busca pela longevidade é um dos maiores desejos de todas as pessoas e também alvo de muitas pesquisas e estudos. O que muita gente não se dá conta é de que o prolongamento da vida é conquistado no dia a dia, nos hábitos da rotina. Além dos fatores genéticos e ambientais, uma dieta equilibrada, com intervalos entre as refeições pesam a favor nessa balança, contribuindo para uma vida mais longa.
Por outro lado, algumas teorias ainda não estão comprovadas. É o caso do controle da ação dos radicais livres. Embora esteja provado que eles causam dano celular, não há evidências de que a ingestão de substâncias antirradicais realmente seja eficaz. Na mesma situação está o resveratrol, substância encontrada na casca da uva, nozes, entre outros alimentos. Em estudos com animais, ele aumentou a longevidade, mas nada foi provado ainda sobre sua ação em humanos.
Outra terapia que pode ser arriscada é a de reposição hormonal. O hormônio do crescimento, que vem sendo utilizado com muita frequência, não tem eficácia comprovada com relação à longevidade. A testosterona também só deve ser fornecida para quem apresenta comprovada deficiência deste hormônio.
Continuando nos hormônios, estrogênio e progesterona previnem osteoporose e tratam alguns sintomas da menopausa. Mas, em mulheres mais idosas, podem aumentar o risco de alterações cardiovasculares.
Resumindo: muito cuidado com as promessas sem fundamento veiculadas em anúncios, na televisão e internet. Para ações realmente eficazes, consulte seu médico de confiança e não se deixe levar por modismos. Lembre-se que o que é garantido para uma vida mais saudável é a associação de dieta equilibrada, prática de exercícios e bons hábitos.