TILT TEST

Tilt test em tradução literal significa Teste de Inclinação. Neste exame, o paciente é colocado em uma maca com suporte para os pés e cintas de contenção e a maca é inclinada a 60 graus. Ao contrário da crença popular, neste exame o paciente não fica de cabeça para baixo, tampouco sofre rotação. O objetivo do exame é reproduzir os sintomas sincopais (desmaio) que podem ser induzidos pelo método. O paciente fica com monitorização do eletrocardiograma, verificando a frequência cardíaca e possíveis arritmias e aferições constantes da pressão arterial. O teste é feito em duas etapas, a primeira é passiva em que o estímulo consiste apenas na inclinação. Se após 20 minutos, não ocorrer qualquer sintoma, o teste então é sensibilizado pelo uso de uma baixa dose de vasodilatador por via sublingual. O teste é considerado "positivo" se o paciente apresentar sintomas sincopais acompanhados de queda da pressão arterial e/ou da frequência cardíaca. Este exame é recomendado para investigação de desmaios sem causa aparente sendo bastante eficaz para diagnosticar algumas causas de síncopes, tais como a síncope vasovagal (desmaio comum), hipotensão postural, disautonomia, síndrome da taquicardia postural ortostática (POTS) e hipersensibilidade do seio carotídeo. O exame é seguro. Não há relato de complicações graves ou óbitos desencadeados pelo exame. Contudo, o paciente pode apresentar mal estar, náuseas, vômitos, dor de cabeça, queda momentânea da pressão arterial ou dos batimentos cardíacos e desmaio. Este exame já é coberto pelos planos de saúde e há também hospitais públicos que o realizam.