Pressão arterial em mulheres em idade fértil

Mulheres em idade fértil, antes de utilizarem contraceptivos hormonais (pílulas/hormônios injetáveis), devem interromper o hábito de fumar e fazer verificações periódicas da pressão arterial.

O uso da pílula pode aumentar a pressão arterial.

Nas mulheres que já são hipertensas e pretendem engravidar, convém discutir detalhadamente com seu cardiologista porque determinadas medicações anti-hipertensivas são contra-indicadas na gravidez pelo risco de má formação fetal.

Além disso, a pressão pode elevar-se de forma mais intensa. Dessa forma, antes de engravidar recomenda-se perder peso, parar com bebidas alcoólicas e cigarro e praticar exercícios físicos.

Por outro lado, mulheres que não eram hipertensas previamente, podem desenvolver quadro hipertensivo a partir da 20ª semana gestacional.

A isto chamamos de gestose hipertensiva que costuma desaparecer no parto. Se estiver  acompanhado de inchaço importante e perda de proteína na urina diagnostica-se uma pré-eclampsia, que é um quadro grave.

A eclampsia se processa quando, além de tudo, ocorre a convulsão.

Fatores de risco para pré-eclampsia são: primiparidade (1ª gestação), pré-eclampsia prévia, diabetes, insuficiência renal, obesidade, idade >40 anos, história familiar, fertilização in vitro e gestação de gêmeos e trigêmeos.

A pré-eclampsia pode ocasionar lesões na placenta, baixo peso fetal, além de complicações renais e cerebrais à gestante.

Portanto, faça um pré-natal cuidadoso e acompanhe eventuais problemas hipertensivos relacionados à gestação.

Referências bibliográficas:

High Blood Pressure and Women – Go Red For Woman

Compartilhe esse conteúdo em

Facebook
Twitter
LinkedIn

CARDIOLOGIA DE A a Z - Dr. Marcos Benchimol

JÁ VAI?

Antes de ir embora, deixe seu contato para que nossa equipe fale com você e tire suas dúvidas.